Como ser bem sucedido em cumprir as metas de ano novo?

A correria cotidiana não pode ser um entrave para você evoluir! Pensando nisso, levantamos algumas técnicas para você mudar sua mentalidade e não falhar nas promessas de ano novo.

Anúncios

Provavelmente você já voltou das férias. Se ainda não – sortudo, você, viu? – deve estar ao menos traçando as principais metas de 2018.

Se você ainda não fez isso, faça. Afinal, traçar metas é o primeiro sinal de que queremos evoluir, crescer, tentar algo novo, qualquer aspecto que seja. Aqui vale lembrar aquela já tão batida frase do Einstein: “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.”

A frase pode já estar batida, mas é a pura verdade. E quando adiamos fazer metas, ou julgamos não ser importante e vamos indo a esmo, corremos o risco de não sair do lugar porque… Não mudamos de estratégia, não tentamos algo novo. E pior! Sequer percebemos isso.

Apesar de ser muito comum, devido à correria do dia a dia, não cumprir alguns objetivos – se identificou? – devemos manter as metas à vista para não sermos engolidos pela rotina. Fale a verdade, quantas vezes você disse para você mesmo que ia emagrecer, ganhar mais dinheiro ou aprender a tocar violão?

Pensando em tudo isso, selecionamos algumas dicas para ajudá-lo. O truque básico é aprender a jogar com o seu cérebro e fazê-lo trabalhar a seu favor, em vez de contra. Gatilhos mentais que puxam preguiça, tristeza ou dor PRECISAM ser driblados.

1) Vá devagar

Cremos na célebre frase do empreendedorismo: “As pessoas superestimam o que podem fazer em um mês, mas subestimam o que podem fazer em 1 ano”.

Aplicando à vida real: não tenha pressa para conseguir os resultados que deseja. Se começar subitamente a ir à academia, por exemplo, e fazer um treino pesado, provavelmente ficará todo doído e não conseguirá treinar mais na mesma semana.

Indo além, o seu cérebro associará a academia à sensação intensa de desprazer e dor. Ou seja, quando o despertador tocar para ir ao treino, sua cama parecerá ainda mais deliciosa.

2) Comemore as pequenas vitórias

É importante saber onde quer chegar, porém, já vimos que os resultados não vêm do dia para noite, certo? Então, além de querer o seu objetivo final, é preciso aprender a valorizar a caminhada até lá.

Então, comemore quando simplesmente conseguir ir à academia,  20 minutos que seja. Ou quando ler 10 páginas de um livro. É isso que – ah-há! – vai instalar gatilhos mentais positivos na mente!

Lembre-se: inícios são sempre difíceis justamente porque não costumamos comemorar pequenas vitórias. Passe a fazer isso e os resultados virão!

3) Oxigene a mente

Hoje, é comum ficarmos presos em nossas rotinas, sempre resolvendo problemas e correndo para lá e para cá. Isso boicota a criatividade. Novas ideias e aprendizados são aceleradores para o desenvolvimento.

Além dos benefícios diretos de um novo aprendizado – seja ele qual for – ao se abrir para experiências novas a mente entra em modo de aprendizado, o que torna muito mais fácil ser criativo e ter fluidez de raciocínio. Por isso, tente ler pelo menos um pouco, veja filmes interessantes, como os que sugerimos nesse post, conheça lugares novos, enfim. Abra-se para novas experiências!

4) Diferencie o urgente do importante

Mais um problema do cotidiano acelerado. Normalmente, os problemas surgem com muito mais velocidade do que podem ser resolvidos. Então, aceite uma coisa: os problemas nunca vão acabar. É libertador, viu?

Sabemos, é difícil de aceitar isso. Mas essa é uma premissa para outro passo: aprenda a diferenciar a gravidade dos seus problemas para poder resolvê-los de forma mais otimizada.

Feito isso, podemos ir mais além: estabeleça uma rotina em que você vai, por algum tempo na sua semana, nem que seja 1 hora, fazer EXCLUSIVAMENTE tarefas que vão levá-lo a um novo patamar. Costumamos dizer que o urgente precisa ser resolvido, mas o importante é o que leva ao crescimento. O urgente quase sempre ocupa o lugar do importante. E, outra vez, infelizmente nem percebemos.

Resultado: conclusão de “mais do mesmo” no fim de dezembro e voltamos às mesmas promessas no início do ano.

É isso. Vamos fazer diferente desta vez?

Retrospectiva VITO 2017

O ano não foi dos mais fáceis pra maioria dos brasileiros. No entanto, é nos momentos difíceis que mostramos a que viemos e o que queremos construir. 2017 foi de muito aprendizado pra nós. E pra você?

Sem querer ser clichê, mas 2017 realmente voou para nós. Foi assim com você também? Desejamos que seja uma prova de que realizamos muitas coisas durante o ano. E é exatamente sobre isso que desejamos falar: as realizações de 2017.

Surgimos dentro de um e-commerce de produtos masculinos em 2014. Já contávamos com alguns clientes em julho de 2016, quando optamos por dar os primeiros passos como VITO.

Mesmo com alguns clientes, as dificuldades do começo não foram menores. Estruturar uma empresa praticamente do zero não é fácil… Contudo, sobrevivemos a 2016 e começamos 2017 cheios de novas perspectivas e objetivos.

Já iniciamos o ano com dois quiosques – nos shoppings Market Place e Eldorado – e tendo como principais clientes algumas barbearias de fora de São Paulo. Crescer, entretanto, demanda mudanças às vezes difíceis, como ter que reformular a equipe. Engana-se quem pensa que não pesa a responsabilidade sobre a vida de outras pessoas. Empreender, contudo, é saber tomar decisões difíceis, mas que no futuro se revelarão como as mais importantes para o sucesso. Fizemos isso em março e nos meses seguintes consolidamos parcerias com redes de barbearias.

Outra grande conquista foi outro nicho de trabalho que se abriu com o interesse de representantes que se identificaram com a marca e começaram a distribuir VITO em outros estados.

Em maio, abrimos novo quiosque, dessa vez no Shopping Cidade São Paulo. Identidade visual nova, mais moderna, mas com traços clássicos. Começamos a externalizar a cultura e identidade da VITO. Em agosto reforçamos a nossa presença na Avenida Paulista, uma das mais conhecidas do Brasil, com a entrada no Shopping Pátio Paulista.

O quiosque no Cidade São Paulo iniciou novos tempos na VITO. Começamos a reformulação das embalagens, juntamente com o aperfeiçoamento das nossas fórmulas. Afinal, compreendemos nossos produtos como o nosso coração.

Logo depois, lançamos também mais dois novos produtos: a cera para cabelo de fixação máxima, de aplicabilidade fácil e efeito matte – The Super Wax – e o hidratante para tatuagens que realça as cores e revitaliza os desenhos – VITO Tattoo Magic. Cada passo foi importante para mostrar ao Brasil quem é a VITO e quais valores levamos conosco.

Na área digital, pegamos firme na elaboração de conteúdo exclusivo. Olha só! Estamos justamente aqui conversando de coração aberto, de maneira direta e totalmente livre. VITO acredita na troca sem intermediários. Estamos aqui para ouvi-lo e temos certeza que você está aí nos ouvindo. Essa é, de fato, a melhor maneira de crescermos juntos.

Voltando… Em agosto, lançamos o nosso blog: “A expressão do homem moderno brasileiro”. Com multiplicidade de assuntos, desde empreendedorismo até dicas para cuidados pessoais, buscamos abordar o universo masculino em diversas esferas, buscando atingir o maior número possível de homens do nosso Brasil. Gostaria que abordássemos algum assunto em 2018? Escreva para nós! Falar com você é sempre um prazer.

Aliás, uma grande novidade, que sem dúvida fez a maior diferença em nosso trabalho, foi trazer caras do dia a dia, como você, para conversar aqui na VITO. Destacamos a campanha de Dia dos Pais e o papo com Rodrigo Moreno, fundador do Portal AreaH, referência quando o assunto é conteúdo masculino. O crescimento digital nos possibilitou atingir muito mais pessoas pelo país, além de expandir nossos produtos a cidades bastante distantes de São Paulo, onde ficamos. A internet é mesmo uma grande ferramenta para realizar sonhos.

Depois de tantas conquistas e avanços, 2018 vem ao encontro de uma VITO muito mais estruturada, e estruturada em nos três principais pilares: atacado, varejo/quiosques e digital.

Estamos cada vez mais entusiasmados para crescer e atingir de forma ainda mais impactante homens como você, que querem estar cada vez melhores com seus propósitos e, claro, com suas aparências. E nos que eles – e você – precisarem de nós, estaremos preparados! Conte conosco.

E para você? Como foi o ano de 2017?

4 filmes clássicos no Netflix que nos fazem pensar

Muitas vezes não nos damos conta de que alguns filmes transmitem mensagens bastante profundas e que nos fazem refletir sobre nosso papel. Por isso, VITO selecionou 4 filmes que estão no Netflix pra você ver com um olhar atento e começar 2018 com uma cabeça que te levará ainda mais longe como homem!

Essa poderia ser mais uma lista de “Filmes que você precisa assistir antes de morrer”, mas já tem 27.679.857 dessas na internet e, arrá, nós temos um quê a mais, o que torna nossa lista imperdível. Por quê?

Porque ela é feita pensando no homem VITO.

Quando mais jovem, provavelmente você assistiu algum filme que te marcou. Ele pode até ter ajudado em sua formação como pessoa.

Com a correria da vida adulta, contudo, podemos esquecer essas lições que vêm disfarçadas de lazer ou diversão, uma vez que um simples filme pode sim ensinar muito sobre como ser um homem melhor. Por isso é sempre bom relembrar.

Se você ralou o ano todo, trabalhou muito e neste Fim de Ano ou férias quer apenas descansar e colocar em dias séries e filmes, VITO vai te dar uma mãozinha com indicações que partilham, de alguma forma, com nossa visão e ainda tem, claro, trama irresistível. Selecionamos quatro filmes que todo homem deveria assistir. Depois conte para nós o que mais te marcou! Ah, e todos estão na Netflix!

Vamos lá?

1) “Cidade de Deus”

Começaremos calando quem acha que cinema nacional não presta. “Cidade de Deus”, dirigido por Fernando Meirelles e Kátia Lund, conta a história de uma favela que veio a ser tornar uma das mais perigosas do Rio. O filme abre os olhos de quem não tem noção da desigualdade brasileira. Você tem noção de que é privilegiado, mas não sabe quanto? “Cidade de Deus” retrata a violência nua e crua que assola parte da população que quase sempre está muito distante da realidade das elites. Tudo isso é feito através do desenvolvimento dos personagens principais Zé Pequeno, Mané Galinha e Cenoura, que são bastante complexos do ponto de vista social e psicológico.

2) Trilogia “O Poderoso Chefão”

Dirigido pelo aclamado Francis Ford Coppola e com shows de atuação de Marlon Brando e Al Paccino, “O Poderoso Chefão” conta a história da família Corleone, de origem italiana, que se tornou poderosa através do crime mafioso. Em meio a muitas cenas de violência e desfechos surpreendentes, também é mostrada a importância da família para os personagens principais, que se mostram capazes de tudo para protegê-la. Alie esses valores às novas discussões sobre igualdade de gênero e pare pra pensar por 10 minutos sobre qual é o seu papel dentro da sua família.

3) “O Código Da Vinci”

Baseado no livro best-seller de Dan Brown e com Tom Hanks como protagonista, o enredo retrata a busca dos personagens sobre as origens de Jesus Cristo. A hipótese defendida no filme é que Jesus, apesar de ter sido inegavelmente um grande líder religioso, teria descendentes, o que, na visão da Igreja, poderia acabar com a sua divindade. Para além do embate do filme, queremos estimular uma reflexão: qual a relação entre os padrões comportamentais impostos pela sociedade e os valores e ações de uma pessoa? Uma coisa tem a ver com a outra? As duas coisas, juntas, podem mesmo melhorar o mundo?

4) “Coach Carter – Treino pra Vida”

Samuel L. Jackson estrela Ken Carter, que aceita ser técnico de basquete do seu antigo colégio, em Richmond. Muito mais profundo que outros filmes nesse estilo, “Coach Carter” aborda a liderança baseada em valores essenciais para a formação dos jovens. Pode ser especialmente interessante se você é pai de adolescentes.

Se você conseguir assistir apenas metade das sugestões, e refletir sobre as lições implícitas, já terá exemplos para o ano que já já vai começar.

Agora, portanto, relaxe e curta bastante o descanso mais do que merecido.

4 Dicas pra domar o cabelo masculino

Já assistiu “Grease – Nos Tempos da Brilhantina”? Hoje em dia temos muito mais recursos que o pessoal dos tempos da discoteca, mas você sabe como domar os seus fios de cabelo e obter o penteado que você quer?

Se você assistiu “Os Embalos de Sábado a Noite” ou “Grease – Nos Tempos da Brilhantina”, certamente lembra do estilão dos penteados dos homens: topetes marcantes e cabelo brilhante. Aquela época foi um marco para o cabelo masculino: os homens começaram a se importar – e muito! – com seus penteados. Os tempos da discoteca abriram os olhos de quem queria refinar seu estilo!

A moda da brilhantina passou e hoje temos muitas opções para os cuidados com o cabelo masculino. Os produtos mais gordurosos e agressivos foram substituídos por pomadas, pastas e ceras para cabelo de alta tecnologia e desempenho e a preocupação com o formato do penteado é cada vez maior no público masculino.

Levar uma referência para o seu barbeiro certamente ajudará, mas você não vai visitá-lo todo dia certamente. Por isso, nesse post, separamos algumas dicas pra você domar o seu cabelo! Vamos lá?

1 – Entenda a diferença entre os modeladores de cabelo
Cada modelador de cabelo tem um efeito e você precisa entendê-los para identificar qual a sua necessidade. Vamos explicar sobre as principais matérias-primas da VITO e seus efeitos para você saber escolher seu modelador e obter o penteado desejado!

I) Pomada para Cabelo – VITO The Pomade
A base da nossa pomada é manteiga de karité e, portanto, o efeito dela pode ser muito bom se seu cabelo for seco, pois ela ajudará na hidratação dos fios. Quanto à fixação, The Pomade é média (nível 3/5), o que deixa o cabelo com um certo aspecto de movimento, o que é bacana se você normalmente só finaliza o penteado dando aquela bagunçada. É um modelador de brilho natural.

GIF Pomade 8s.gif
Pomada – Cabelo com arrumação bagunçada e movimento

II) Pasta para Cabelo – VITO The Paste
Já a nossa pasta pra cabelo possui base d’água e a fixação fica por conta de um aditivo chamado PVP. Essa substância forma uma espécie de película em volta do fio, o que gera dois efeitos.

O primeiro é que essa película ajuda a manter a água presente no cabelo no momento da aplicação. Em outras palavras, num cabelo levemente úmido, a hidratação é retida e o cabelo fica com aspecto mais brilhoso, e num cabelo seco, é obtido o efeito matte (ou fosco). O segundo é que a mesmo com uma fixação forte (nível 4/5), o fio continua leve, sendo show para penteados em que os fios ficam levantados.

GIF Paste 8s.gifPasta – Penteado levantado com fixação forte

III) Cera pra Cabelo – VITO The Super Wax
Essa cera pra cabelo possui base argilosa, o que é bem interessante se o seu cabelo é naturalmente oleoso, pois ela equilibra esse excesso de oleosidade. Ela fornece fixação máxima (nível 5/5), sendo boa se você precisa – ou gosta de – manter o penteado por muitas horas sem se preocupar. Diferente da Paste, ela acrescenta peso ao fio, o que faz com que os fios fiquem melhor acomodados de lado. Quanto ao brilho do penteado, a Cera pra Cabelo VITO fornece efeito matte (ou fosco) de primeira.

GIF Super Wax 8s
Cera pra Cabelo VITO e um penteado de lado com fixação máxima

2- Vá ao barbeiro com alguma frequência
Não precisa ser toda semana, mas deixar o cabelo com o formato certo exige alguma manutenção, pois os fios do couro cabeludo crescem naturalmente de forma desigual.

2136la
VITO na Barbearia Tommy Gun

3 – Penteie o seu cabelo
Pentear o cabelo ajuda tanto na distribuição da oleosidade ao longo dos fios, o que faz com que a hidratação do seu cabelo fique mais equilibrada, como na distribuição de produtos, como os modeladores de cabelo, potencializando o efeito desejado. Além disso, os pentes ajudam na ativação da circulação sanguínea do couro cabelo. Consulte nosso post sobre a diferença entre os tipos de pentes para descobrir qual o mais adequado pra você!

GIF grandePentes Vito

4- Dê preferência pra pentes de madeira
Lembra daquela experiência no colégio com uma caneta Bic e pedaços picados de papel?Ela nos mostra que materiais plásticos ficam eletrizados por atrito. Essa eletricidade estática faz com que os fios de cabelo fiquem arrepiados. Se você não quer ficar parecendo o Cebolinha, use pentes de madeira,  que retiram essa estática.

GIF caneta plástica.gif
Lembra dessa experiência clássica no colégio?

Esperamos que agora você consiga obter o penteado que deseja em casa! Se precisar de algum produto pra te ajudar, consulte nossa Linha pra Cabelo Masculino e se tiver qualquer dúvida, entre em contato conosco!

Seria o Natal só mais um feriado nacional?

Só mais um feriado? Pra você qual o significado do Natal? Confira a visão da VITO sobre essa data em que até as pessoas mais aceleradas param um pouco pra refletir sobre suas vidas.

A verdade é que não deveríamos esperar o fim do ano para desacelerarmos e pararmos para refletir. Mas é assim mesmo, não tem jeito. Corremos tanto para lá e para cá que parece que a conta só fecha mesmo em dezembro.

No clássico poema de Carlos Drummond de Andrade chamado “Receita de Ano Novo”, logo no fim, há um conselho para o homem VITO:

“Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.”

Como um passe de mágica – mesmo nas cidades quase imunes aos sentimentos como São Paulo – quando o Natal se aproxima é natural refletirmos sobre as nossas relações pessoais. Já no Ano Novo, deixamos para celebrar as conquistas e traçar novas metas, projetando mais esperanças do que necessariamente reavaliando o passado.

O poema de Drummond estará completo no fim do artigo. E queremos que ele seja parte de sua reflexão de Natal. Só Natal? Sim, só Natal. Porque queremos falar da maneira como o homem VITO encara o trabalho, que deve ser a maneira que prioriza as relações pessoais tanto quanto às profissionais.

Claro, isso não é uma imposição, é apenas uma sugestão, um desafio, porque sabemos que não é fácil.

Trocando em miúdos, acreditamos que workaholic saiu de moda. Ou… Não, não vamos ser tão rasteiros… ser workaholic às vezes é necessidade, em outras pode ser uma válvula de escape que nem nos damos conta. Contudo, independentemente do que for, ser workaholic só nunca será saudável.

Não queremos, contudo, tratar as “reflexões de Natal” com argumentos clichês, aqueles que ano após ano inundam os veículos de comunicação e os grupos sociais que participamos: desde os clubes às igrejas. Queremos pensar o Natal – ou aproveitar o Natal – para ir além do que conseguimos ir até aqui.

A crise dos relacionamentos bateu à sua porta em 2017? Tudo foi bem no trabalho, mas suas relações estão muito a desejar? O quanto é culpa sua e o quanto é culpa do outro, ou dos outros, que vivem com você?

O que queremos deixar de reflexão para este Natal, é que entre as mudanças comportamentais que surgiram nos últimos anos, a maior delas é a mudança no modelo de “homem de sucesso”. Se um dia foi o do homem extremamente ocupado, que chega em casa depois dos filhos terem ido dormir, hoje não importa mais o cargo mais alto, mas sim ter a chance de ver os filhos em finais de campeonato da escola.

VITO acredita nesse novo modelo e sempre vai chamar a sua atenção para a verdade irrefutável: família é o maior bem. Nenhuma conquista fará sentido sem as pessoas que amamos ao nosso lado.

VITO acredita na felicidade real, no sucesso real, na vida real. Entendemos o papel das mídias sociais como vitrine do lifestyle dos sonhos, mas nada, nada vai superar a paz, o “preenchimento” de alma, que só os sentimentos são capazes de dar. E esses, amigo, não podem ser fotografados. Mas são inevitavelmente eles que vão te levar à realização completa.

Leia com atenção todo o poema de Drummond, reflita e trace outras metas para 2018.

RECEITA DE ANO NOVO

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)  

Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.  

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

5 dicas para um barbear rente e liso

Se cuidar não é coisa apenas dos barbudos. Quem usa a cara limpa precisa tomar cuidados para não se machucar no barbear e evitar pêlos encravados e irritação. Confira nossas dicas pra barbear e ficar com a pele extremamente lisa logo depois da passagem da lâmina!

Já houve o tempo em que era quase motivo de orgulho falar “Creme pra fazer a barba? Só uso espuma do sabonete mesmo e passo perfume alcoólico pra desinfectar. Se não arder é porque não fez efeito!”. Cara, se você pensa assim ainda, reveja seus conceitos e seja mais feliz! Gaste sua tolerância a sofrimento com o que realmente importa. Se você pode evitar ardência e incômodo e ter um resultado melhor, com uma pele lisa, por que não fazê-lo?

As barbearias são uma ótima alternativa para esse serviço, mas certamente você não tem tempo para ir com tanta frequência no seu barbeiro.

Por isso, nós da VITO separamos algumas dicas básicas que vão facilitar sua vida se o dia de fazer a barba na sua semana é um sacrilégio e consequentemente, o resultado não é legal. Apostamos que você vai até gostar de se barbear. Quer pagar pra ver?

1 – Mantenha a sua pele limpa, especialmente antes de barbear
As células da pele morrem e se renovam bastante rápido. Todo dia você acumula milhares de células mortas no rosto! Chocante? Pode ser, mas não se desespere. Com um esfoliante facial, você remove não só essas células mas  também outras micro sujeiras, como poeira que estava suspensa no ar e grudou na pele.

O problema de não remover essas impurezas é que elas podem prejudicar o deslizar da lâmina de barbear e fazer você se machucar ao se barbear.

Gif Scrub.gif
Esfoliante facial

2 – Não faça economia porca no creme de barbear
Os cremes de barbear servem para deixar a pele e a barba constantemente úmidos, o que ajuda a lâmina de barbear a deslizar e deixa o pêlo mais mole. Alguns ingredientes, como a manteiga de cupuaçu, que ajuda na cicatrização e acalma a pele, são interessantes na composição. Além disso, é importante que o creme fique bem grudado na pele ou ele não cumprirá a função.

Formar um monte de espuma pode ser divertido para você parecer o Papai Noel, mas prejudica o barbear simplesmente porque você não enxerga direito onde passa a lâmina. Procure cremes eficientes, que aderem bem à pele sem exagerar na espuma.

GIF Shave Cream Rafael Meier
Creme de Barbear transparente quando aplicado

3 – Espalhe o creme de barbear em todos os sentidos
Para garantir uma boa aplicação do creme, você deve fazê-la em todos os sentidos, especialmente contra o sentido de crescimento do pêlo. Um pincel para barbear pode te ajudar bastante! Prefira aqueles feitos com cerdas naturais, pois a chance de irritação na pele é bem menor do que as cerdas sintéticas.

GIF Pincel.gif
Pincel Natural para Barbear com cerdas de cavalo

4 – Umidade e calor acalmam a pele e amolecem os fios
Você já viu nas barbearias o pessoal colocando toalha quente sobre o rosto dos clientes? Pode parecer que aquilo sufoca as pessoas mas esse efeito potencializa a facilidade de fazer a barba trazida pelo creme de barbear. Em casa, se você não tem equipamento para aquecer e umidificar toalhas facilmente, simplesmente faça a barba durante ou após um banho quente.

GIF Toalha quente.gifToalha quente facilitando o barbear

5 – Não dispense o pós barba!

Ele é provavelmente o produto mais importante do processo de fazer a barba. É essencial acalmar a pele depois da passagem da lâmina. O barbear causa micro lesões no tecido epitelial e o pós barba fornece basicamente 3 efeitos incríveis pra pele: hidratação, cicatrização e refrescância. Procure pós barbas que possuam aloe vera e óleos essenciais, como o Peppermint, em sua composição.

É importante salientar também que produtos importados (especialmente os de lugares frios) podem ser ruins pra realidade do Brasil em alguns casos. Aqui, com o calor elevado, você tem que deixar a pele respirar depois de se barbear, mantendo os poros abertos.

GIF After Shave Pós barba.gif
Pós Barba hidratante com aloe vera

Você não precisa começar já executando todas essas dicas para barbear. Vá devagar, testando o que mais funciona pra você e aos poucos abra a sua cabeça para começar a se cuidar. Levar a sérios os cuidados pessoais é importante não só pra estética, mas para a autoestima e a saúde!

 

A música está pior nos últimos anos?

Se você tem 40 anos ou mais, provavelmente fala das bandas da sua juventude com bastante saudosismo. Mas será que elas eram mesmo melhores? Como era o mundo da música de antes e agora? Confira!

Se você tem mais de 40 anos, provavelmente já disse: “a música no meu tempo era melhor”. Se você tem 30 anos, provavelmente entende essa frase, porém a compreende como algo talvez verdadeiro, talvez saudosista, ou talvez haja algo além, algo que ainda não se ouviu…

Agora, se você ainda está nos seus 20 e poucos anos – para lembrar a canção do ídolo romântico Fábio Jr. – você provavelmente acha essa frase coisa velho. Qualquer um que diga “no meu tempo era melhor”, no fundo só assume de maneira levemente ranzinza que não tem controle sobre o tempo – o que concordamos, não é algo fácil de assumir.

Quer queiramos ou não, vamos envelhecer. Mas e a boa música, envelhece? Por que não vemos mais arroubos frenéticos como nos anos 1960 com Beatles? Anitta não vale, uns podem já rebater? Será mesmo?

Acontece que, passe o tempo que passar, nossos ídolos ainda serão os mesmos – agora lembrando a grande cantora Elis Regina – e podemos defende-los como a nosso time do coração.

Só que os tempos são mesmo outros e jamais a emoção será a mesma de ouvir a canção pelas FMs de surpresa. O controle que temos agora sobre o que ouvimos – a hora e o formato – é o novo pequeno mistério que enchia a vida de alegria, mas que abrimos mão. Papo de velho? Melhor dizer papo de uma geração que está na “entressafra”.

Nos 30 e poucos anos, já temos saudades de nossas bandas do coração, de um tempo saudoso, mas ainda temos fôlego de descobrir coisas novas. E acendemos velas em gratidão às playlists do Spotify ou Deezer.

Mas fica mesmo a curiosidade de como tudo pode mudar tanto…

Quais canais lançaram Beatles? Quais lançaram Pearl Jam? Quais lançaram Los Hermanos e quais, tão, mas tão diferentes, lançaram Imagine Dragons ou Alabama Shakes? Se o mundo não é mais o mesmo, por que a música seria?

Os estereótipos mais comuns da juventude de antes também não são mais os mesmos: da esmagadora maioria hétero e pouquíssima variação homossexual para qualquer um dos lados, caminhamos para a múltipla sexualidade: hétero, homo, trans, bissexuais, curiosos e bêbados. Riu? Se o mundo não é mais o mesmo, por que nossas experiências sexuais seriam?

O que isso tem a ver com música? Com tantas possibilidades para sermos, é natural que o que consumimos em Cultura também mude. O rock do hétero machão, as divas pop das meninas wannabes, o reggae dos que… Ah, não ligam para nada! Vamos viver e amar, é o que importa. Mas, de fato, porque ouvir apenas as músicas que os grupos sociais aos quais pertencemos ouvem?

Plataformas com o YouTube causaram verdadeira revolução no começo dos anos 2000. A hegemonia do rádio e da TV como “lançadores” de ídolos ruiu como em implosão. O mundo real passou a ser tomado pelos ídolos virtuais. A consolidação é sempre comprovada por uma participação no Fantástico, da Rede Globo. Hoje, a rua dita as pautas da televisão e não mais a TV diz o que devemos usar ou ouvir.

No mercado da música, tudo mudou também. Se o artista fazia show para vender discos; hoje os discos é que vendem shows. Do valor caro do LP, depois do CD, chegamos às músicas gratuitas em plataformas como YouTube, ou streaming por valor irrisório.

A única certeza que temos nesse mundo de múltiplas escolhas – dos meios de se ouvir música aos artistas – é que a magia de uma boa música ainda é capaz de mudar o nosso humor, o nosso dia e de marcar histórias. Dos amores, das aventuras, das fases da vida. Como sempre foi, nos anos 1980, 1990, 2000… E haja o que houver, apostamos que isso jamais vai mudar.