Carta para o meu eu do passado

E aí, cara

Sim, sou eu mesmo. Aliás, sou você mesmo. Não, você não está enlouquecendo. Sou você daqui a 10 anos. Gostou? Acha que estou bem? Agora estou usando barba. Voltou à moda. Você vai gostar.

Bom, na verdade decidi escrever para você – loucura, eu sei – porque fui e sempre serei o seu melhor amigo.

Estou no ano de 2017. Você, em 2007. Sei que as coisas não estão muito fáceis por aí, mas já sei também que você vai vencer tudo isso e, acredite, você vai amadurecer bastante.

É assustador mesmo, mas de onde estou agora, percebendo tudo como percebo, e tendo aprendido o que aprendi, garanto que amadurecer não é vergonhoso. Talvez você ainda não tenha percebido isso. Há um quê de vergonha, errado isso, de pensar que crescer é vergonhoso, que amadurecer é para quem não tem força de caráter. Não caia nessa, cara.

Até você chegar em 2017, verá que a ideia de que a vida corre como um rio é verdade, não é clichê não. E somos como a água! Água passa por filetes. Se posso já deixar um conselho para você, acredite: não há pedras, obstáculos, que segurem filetes abertos e a água passa em todas as brechas. Lembre-se disso e treine o olhar para perceber as pequenas oportunidades, aquelas que quase ninguém vê.

Você está jovem, cheio de energia, mas sua insegurança o impede muito de realizar o que você quer. Você acredita, cara, vá fundo! Se errar, é só parar, descasar um pouco e tentar outra vez.

Nesses últimos anos, sabe, descobri que atividade física é uma das coisas mais importantes na vida. Pareceu estranho para você? Acredite, você vai mudar de ideia. Atividade física libera substâncias tão favoráveis que você se tornará mais rápido, mais confiante, mais focado, mais bonito – olha aí! – e muito mais seguro.

Agora você vai rir, mas… Aqui, em 2017, não tem problema nenhum homem cuidar em detalhes da aparência, viu? É… Tudo vai mudar tanto… É inimaginável para você, mas vou te contar uma novidade de 2017.

Numa mesmíssima rua, qualquer rua, você vai encontrar – e isso não será um espanto! – um salão de beleza desses que nossas mães e irmãs vão, e também um salão decorado de forma diferente, claro, em que NÓS iremos! E, verdade, ficaremos um tempão por lá. Tem várias coisas diferentes entre um e outro, é claro, no nosso tem bar, hambúrgueres deliciosos e em alguns tem até ter mesa de brilhar.

Sei o que você pode estar pensando, que perderemos a nossa virilidade. Mas não é nada disso, cara. A maneira como nos vemos hoje – diante do espelho, e diante do espelho que são as pessoas com quem convivemos – apenas nos diz que nada precisa ser igual. Estamos livres, cara! E isso é maravilhoso! Podemos ser quem quisermos. Podemos, inclusive, continuar iguais.

Muito se falará, nos próximos anos, sobre direitos iguais entre os gêneros e um dos benefícios, indireto, é que a sociedade em geral vai começar a olhar mais cada um para si. Papo meio cabeça para 2007? Pode até ser, cara, mas você sempre esteve aberto para viver a vida da melhor forma. Você vai gostar.

Há outra novidade que você mal vai pode esperar para viver. O mundo daqui ganhou quase um universo paralelo. Hã? Como assim? Pirei de vez? Pirou de vez? Já nem sabe mais se você é você ou você sou eu? Calma, respire.

Daí, de 2007, você não tem ideia do que a tecnologia e a internet serão capazes. Teremos praticamente duas vidas, simultâneas, uma operando no mundo real, outra no virtual. Lembrou do filme Matrix, né? Quase isso.

Olha só, esse celular seu aí, cheio de teclas, que envia mensagens pequenas de texto. Cara… Você não tem ideia de como será em 2017. Sabe um aparelho que não tem tecla NENHUMA e é apenas uma tela lisa de cristal líquido? Mas isso você vai conhecer logo, logo, questão de semanas.

A tecnologia acompanhará as evoluções da sociedade. O mundo digital está ganhando dimensões inimagináveis por aqui. O celular é praticamente um mini computador de bolso. Você faz tudo por ele, quase nem precisa ir ao banco. Filas? Ah, cara… Você não sabe de nada do que vai adorar viver e curtir por aqui.

Tanta coisa vai mudar, e mal posso esperar para você viver e entender o que vivi e entendo. E mais ainda! Que você não tenha medo do novo, de desbravar todas as possibilidades que esta época oferece, sem perder, claro, os valores, esses eternos, como o amor, a lealdade, a honestidade, a amizade.

Cara, essa é a parte mais difícil daqui. Há quem não se importante mais com as pessoas. Quem se esqueceu das pequenas gentilezas, do bom dia, obrigado e me desculpe. Há quem não se despeça de você e passe dias sem falar com você e de repente retorna como se nada tivesse acontecido.

O tempo, aqui, é sentido de maneira diferente, como se não houvesse mais noite, sono e o amanhecer, que simbolicamente sempre foi sinal de recomeço. Aqui, existe uma expressão chamada 24/7. Ela funciona no inglês, twenty four seven. Diz sobre essa vida alucinada onde não há interrupção: 24 horas por dia, 7 dias por semana. Acredite, cara, você pode fugir disso, e ainda valorizar você mesmo, o seu tempo com você, sozinho, e com quem você ama. Foi uma dura lição, mas aprendi. E quero dizer a você que é possível resistir.

Graças a esse avanço tecnológico, enxerguei um pouco mais longe sobre a vida e todas essas novas ferramentas que surgirão. E vou te deixar o último conselho: aproveite todas essas ferramentas, as certas, seja inteligente, otimize o seu tempo. Faça tudo o que puder fazer para ganhar tempo, mas não para trabalhar mais, mas para viver mais: viver a beleza dos raríssimos vínculos afetivos que seremos capazes de preservar. Continue cuidando bem de quem você ama.

Escrito por

Portal sobre os mais diversos temas referentes ao homem moderno brasileiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s